Por Ophium Motel / 11 de dezembro de 2014 / Sem categoria

É preciso parar de tomar a pílula para evitar o excesso de hormônios no corpo?

Mito. Mulheres de todo o mundo usam a pílula para evitar uma gravidez não planejada por vários anos, e muitas delas tem a mesma dúvida: será que não dar uma pausa nos hormônios faz mal para o meu organismo?

Falar que é preciso dar um intervalo no uso de anticoncepcionais orais não passa de mito. As pílulas evoluíram muito desde seu lançamento e os laboratórios farmacêuticos trabalham constantemente para aprimorá-las cada vez mais.

As pílulas mais modernas comercializadas atualmente são, em sua maioria, constituídas pela combinação de dois hormônios – estrogênio e progesterona –, sendo ambos em baixa quantidade. Esses hormônios são sintéticos, ou seja, desenvolvidos em laboratório, o que reduz ainda mais a possibilidade de apresentar algum efeito colateral. Além disso, o uso contínuo de anticoncepcionais hormonais trazem outros benefícios para as mulheres além de evitar a gravidez, como a diminuição das cólicas menstruais, do fluxo menstrual e das espinhas.

Para as mulheres que acham que ao tomar diariamente as pílulas estarão ingerindo uma grande quantidade de hormônio, o DIU pode ser uma ótima opção. O DIU (Dispositivo Intrauterino) é um pequeno dispositivo em forma de “T” inserido pelo ginecologista no útero da mulher, antes encontrado somente em cobre, sua versão mais moderna e eficiente é feita de plástico e é medicada com progesterona, um dos hormônios das pílulas modernas. O DIU medicado com progesterona reduz a circulação de hormônios, pois ele libera a substância apenas dentro do útero e somente uma pequena parcela será absorvida para a corrente sanguínea.

O DIU medicado, além de ter alta eficácia contraceptiva e reduzir a quantidade de hormônios circulando no corpo pela sua forte atuação local, também diminui o fluxo menstrual, podendo até mesmo levar a interrupção da menstruação. Outra vantagem do uso do DIU com progesterona é que ele só precisa ser trocado a cada cinco anos, sendo extremamente prático para a rotina da mulher moderna, que estuda, trabalha e ainda cuida da família, e caso você decida engravidar, basta ir ao seu ginecologista e solicitar a retirada do DIU que no seu próximo ciclo menstrual sua fertilidade já estará atuando normalmente.

 

Fonte: Gineco